Foto da primeira reunião com o governo sobre a Campanha Salarial 2019

Ontem, 07/01, o sindicato e diversos servidores estiveram em reunião com secretário de gestão sobre discussão salarial, reunião chamada pelo governo.

Pra nossa surpresa o secretário não tinha nada pra dizer a não ser que havia recebido a pauta de reivindicações. Então, com que finalidade aquela reunião foi chamada?

Muito provavelmente a reunião de ontem faz parte de uma estratégia para não atender as reivindicações da categoria sobre salário e principalmente sobre a dívida gigantesca deixada pelo apadrinhado de Paulo Alexandre na CAPEP.

Ou seja, em fevereiro, logo após o retorno das férias de metade dos funcionários públicos, eles mandam um Projeto rebaixado de reajuste salarial pra ser votado na Câmara juntamente com ordem para os vereadores votarem a toque de caixa.

Quando os servidores reclamarem da manobra, eles vão dizer: “Mas o governo está negociando com a categoria desde 7 de janeiro”. Essa é a armadilha.

Aproveitamos a oportunidade, já que estávamos ali, para reforçar as reivindicações da categoria e reafirmar que a dívida de R$ 11 milhões da CAPEP não é dos servidores.