7c1fb032-6db2-45e6-9afb-47f67e31da96

 

Só faltava a assinatura do prefeito Paulo Alexandre para, finalmente, ser efetivada a promoção dos professores Adjuntos para professores de Educação Básica I e II. Tem professor há mais de 10 anos na espera desse momento.

O processo administrativo (021932-2017-44) já tinha passado por todas as instâncias, chegou no gabinete do prefeito no dia 20 de julho, e agora voltou pra Seduc pedindo documentos que, pasmem, já estão anexados. Ou seja, o governo ficou quase um mês com o processo engavetado sem nem ao menos se dar ao trabalho de lê-lo. Total descaso!

A Seduc já devolveu o processo para o gabinete do prefeito, indicando as páginas onde estão os documentos que foram requeridos: “Informamos que o Edital está encartado às folhas 7 e 8. Com relação as vagas destacamos no quadro à folha 11. Quanto a classificação compete a SIAM/SEGES”.

Além de ofertarem poucas vagas para promoção por falta de vontade politica desse governo (um número ínfimo diante da lista de classificados para promoção e perante a realidade que se apresenta nas UMEs), tratam dessa forma a vida profissional dos professores Adjuntos.

Caso o governo continue tentando enrolar o andamento do processo, os professores precisarão se mobilizar mais uma vez e fazer pressão para que todo esse esforço não seja em vão, já que esse concurso tem prazo e esse termina em novembro.

SÓ A LUTA MUDA A VIDA!