Charge: Educação Pública na Berlinda

Hoje, 15/10, poderíamos estar celebrando essa honrada profissão, mas é difícil comemorar a data com tantos ataques ao magistério.

Em nível nacional temos a “Escola sem Partido”, um movimento que diz ser contra a doutrinação ideológica nas escolas, mas na verdade tenta censurar o conhecimento, coagir os professores e impor um único conteúdo.

Em nível municipal, temos a imensa falta tanto de professores e funcionários como de materiais básicos nas escolas (papel sulfite, toner para xerox, entre outros). O sindicato não cansa de denunciar e os pais também denunciaram recentemente essa escassez de professores na imprensa.

A Secretaria de Educação de Santos fez estudos e concluiu que seria necessário promover cerca de 400 Professores Adjuntos para suprir as necessidades da rede. A Secretaria de Finanças aprovou a promoção de 188. Agora, quase no fim da vigência do concurso interno, Paulo Alexandre resolveu que só vai promover 9. Isso mesmo, APENAS NOVE! Ou seja, o prefeito quer aprofundar ainda mais o problema.

Não há saída: Ou os professores se mobilizam ou a desvalorização da profissão só aumentará. Nesse dia tão importante, lembre os colegas que é um dever se mobilizar para lutarmos por nossos direitos.

Se incorpore na luta pela PROMOÇÃO! Vamos TODOS ao 1º andar do Paço na quarta (18/10), às 17h45, para exigir a promoção, a criação de novos cargos e o fim da falta de professores na rede.

SÓ A LUTA COLETIVA MUDA A VIDA!