Montagem com várias fotos de atos e reuniões dos professores

Finalmente o governo começou a promover os professores realmente. Após longa luta dos trabalhadores, em fevereiro o governo anunciou que começaria as promoções em março. Não o fez e começou agora em abril.

Promoveram 89 professores nesses 2 últimos dias (veja aqui). Então, de acordo com o cronograma anunciado pelo próprio governo, ainda faltam 68 em maio e 70 até o final de agosto.

Veja a lista de classificação/homologação aqui.

Para anunciar essas promoções, o governo organizou uma verdadeira encenação na última quinta-feira (dia 4), como se tivesse fazendo um grande favor aos trabalhadores. Além das promoções, o governo PROMETEU (finalmente) realizar um concurso de acesso aos cargos de Especialistas I, II e III ainda no segundo semestre desse ano. Tudo isso como se fosse um presente.

Na verdade isso não é um presente, o governo está fazendo apenas a sua obrigação tardiamente, pois alguns professores esperaram por até 12 anos para subirem na carreira. Com esta promoção o governo está apenas repondo outros professores que se aposentaram, faleceram ou saíram da Prefeitura.

E só está fazendo essa obrigação depois de muita pressão dos Professores Adjuntos inscritos nesse concurso de Promoção para PEB I e II (Processo 8715/2019-01) e no concurso anterior que deixou terminar (em outubro de 2017) sem promover, mesmo tendo a necessidade que se apresentou logo no ano seguinte gerando esse concurso em vigor.

Além disso, o número de vagas anunciado está muito abaixo do real quadro de falta de PEBs nas escolas. O governo também precisa realizar: as nomeações de novos servidores do último concurso (janeiro de 2019), chamar o concurso interno de Especialistas (Orientador educacional, Coordenador pedagógico, Assistente de direção, Diretor e Supervisor de ensino) para cobrir a falta hoje de mais de 130 profissionais (apesar de anunciarem somente 96 vagas).

O último concurso para Equipe Técnica foi realizado em 2014 e acabou em 25 de fevereiro de 2016, nessa data já contava com um buraco provocado pela falta de planejamento e a demora em chamar os profissionais para assumirem os cargos ofertados (marca registrada do governo Paulo Alexandre).

Mas isso tudo só será realizado se continuarmos mobilizados!

Vamos ficar em cima para que todas as promoções apontadas aconteçam realmente, que o concurso para Especialista ocorra antes do final do ano (aumentando assim a possibilidade de mais promoções de PADs) e que novos PADs sejam chamados para ingresso em números suficientes para continuarmos os bons serviços prestados por nós a toda a comunidade escolar. É mais que necessário continuar mobilizados!

Todos que participaram das mobilizações estão de parabéns! Manter e ampliar direitos na Educação é permanente. Essa e outras lutas não acabaram e muitas outras ainda estão por vir. Fiquemos atentos para os próximos passos.

SÓ A LUTA COLETIVA MUDA A VIDA!