Reunião dos Técnicos de Informática com o governo

Em 2018, os Técnicos de Informática se mobilizaram para que o governo reconhecesse a defasagem do número de trabalhadores no cargo. Em julho, os servidores saíram da reunião com o governo com a promessa de que se abriria novo Concurso Público.

O Concurso demorou, mas saiu, foi publicado ontem (31/01). Mas com uma péssima surpresa: só prevê 3 vagas para o cargo!

Enquanto isso, o número de chamados na Central de Serviços de Informática só aumenta. São servidores de inúmeras unidades que podem ficar dias sem conseguir executar os seus trabalhos por conta de problemas que, com mais Técnicos de Informática, poderiam ser resolvidos em poucas horas. É mais irritação para a população que tem suas demandas atrasadas e não vê retorno nos seus impostos.

Isso porque as aulas ainda não voltaram, quando isso acontecer a média de chamadas não atendidas ficará maior ainda.

Outros cargos

O Concurso também é para outros cargos que estavam defasados e, pelo número de vagas disponíveis, parece que o governo quer manter a defasagem: Médico generalista (ambulatório) 2 vagas; Médico generalista (Samu) 4 vagas; Médico generalista (urgência / emergência) 4 vagas; Médico geriatra 6 vagas; Médico pediatra (ambulatório) 2 vagas; Médico pediatra (urgência/ emergência) 6 vagas; Médico psiquiatra (rede de atenção psicossocial) 12 vagas; Médico generalista (saúde mental, rede de atenção psicossocial) 6 vagas; Médico generalista (saúde da família) 4 vagas; Médico veterinário 2 vagas; Auxiliar veterinário 2 vagas; E Meteorologista 1 vaga.

A LUTA CONTINUA!