Foto do ato cheio dentro do Paço

ASSEMBLEIA dia 25/10 (quinta-feira), 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias)

Durante o ato em defesa da CAPEP ontem (18/10) no Paço Municipal, o Secretário de Gestão deixou nítida a intenção do governo para a CAPEP: “Está exaurindo, não tem mais como continuar. Então nós temos que estudar uma forma e ver qual vamos seguir: Através da administração direta ou (…) através de um Plano de Saúde”.

Foi interrompido aos gritos de “NUNCA”, “JAMAIS”, “NÃO”, “SE QUISEREM TRANSFORMAR A CAPEP NUM PLANO DE SAÚDE VÃO TER QUE PASSAR POR CIMA DE NÓS!”. Veja:

PREFEITO CALOTEIRO

Sobre a dívida da Prefeitura com a CAPEP de mais de R$ 7 milhões (exatamente R$ 7.247.194,54) o representante do governo disse que só o Secretário de Finanças poderia responder. É ESSA DÍVIDA (QUE SÓ CRESCE) QUE ESTÁ ARRUINANDO NOSSA AUTARQUIA!

#FORAEUSTÁZIO

Sobre a saída do presidente Eustázio, indicado pelo prefeito, o Secretário disse apenas que encaminhará a reivindicação. São muitos os problemas criados pelo Eustázio no comando da CAPEP: Ele escondeu dos Conselhos Administrativos por um bom tempo a dívida da Prefeitura; Tomou R$ 5 mil de multa do Tribunal de Contas pelas contas irregulares de 2015; Não recebe os servidores; Destrata os médicos conveniados; No meio ao caos atual da CAPEP, simplesmente saiu de férias; Etc.

AUTORITARISMO

O governo só queria receber uma pequena comissão e barrou a entrada dos trabalhadores no Paço Municipal, um espaço público, pago pelos Impostos de todos os santistas, inclusive dos servidores. Mas o governo teve que se dobrar à força da mobilização dos servidores.

Foto dos servidores sendo barrados

ASSEMBLEIA

Após o ato, os servidores resolveram marcar uma assembleia no dia 25/10 (quinta-feira), às 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias).

Os servidores precisam decidir como encaminhar a luta daqui pra frente, participar ou não da comissão sugerida pelo governo, como pressionar para que o governo pague toda sua dívida e volte a pagar sua parte mensalmente, como derrubar o péssimo administrador Eustázio e como mudar o estatuto da CAPEP para que os servidores possam escolher o presidente.

JÁ DERROTAMOS A TERCEIRIZAÇÃO DA CAPEP UMA VEZ, VAMOS DERROTAR NOVAMENTE!

Jornal Expresso Popular, 01/12/07

Jornal Expresso Popular, 01/12/07

Quem disse que lutar não traz resultado? Se não fosse essa mobilização em 2007 e outras já teríamos perdido a CAPEP faz tempo!

TODOS À ASSEMBLEIA dia 25/10 (quinta-feira), 19h, no Sindicato dos Metalúrgicos (Av. Ana Costa, 55, Vila Mathias).