Cartaz do ato do dia internacional da mulher trabalhadora

Pela vida das mulheres, contra a Reforma da Previdência e a Retirada de Direitos!

Concentração na Estação da Cidadania (Avenida Ana Costa, 340 x Francisco Glicério), com atividades a partir das 16 horas e saída da Marcha às 19 horas.

Mulheres trabalhadoras, estudantes, indígenas, quilombolas, caiçaras, ribeirinhas e ciganas se encontrarão para se organizar nas diversas alas que representam as bandeiras de luta do movimento feminista neste 8 de março.

A abertura e o abre alas contará com a participação das Praiaças e da bateria do Eureka.

* Contra o Feminicídio e Política de Armamento

* Marielle Vive! Combate à criminalização dos movimentos sociais e partidos políticos de esquerda

* Defesa da Previdência Social e dos Direitos Trabalhistas

* Diversidade Sexual, combate à LGBTfobia

* Vidas Negras importam, Enfrentamento ao Racismo

* Povos tradicionais (indígenas, ribeirinhos, caiçaras, quilombolas e ciganos)

* Meio ambiente e as vítimas das mineradoras

* Mães, Crianças e Adolescentes

Programação Cultural

A partir das 16 horas (Estação da Cidadania)

– Oficinas (confecção de cartazes e estampa em camisetas);

– Exposição de Fotos (Lentes Nagô)

– Projeção de vídeos

– Varais Livres (poesia, protestos,.desenhos, músicas,frases etc)

– Slam e mulheres da batalha do caos

– Apresentação do Grupo Tsara Romai de Mulheres Ciganas)

– Grafite

Praça da Independência

– Apresentação de capoeira

– Performance com Bambole

– Performance com sinalizador

As atividades do 8M2019 – Unificado/BS são organizadas por coletivos feministas da região e por várias mulheres autônomas.