Notícias de jornais sobre abandono de centros históricos

Nas últimas semanas a imprensa tem denunciado o abandono dos locais históricos da cidade. Porém, infelizmente não é somente a estrutura física da história de Santos que está se deteriorando. A Prefeitura, ano após ano, vem minando as atividades da Fundação Arquivo e Memória de Santos (FAMS) ao reduzir cada vez mais o quadro de funcionários.

Além de nunca ter promovido Concurso Público para a entidade, o governo está tirando quase todos os servidores cedidos.

A Fundação já chegou a ter 57 servidores cedidos. Começou 2018 com 17 e agora RESTARAM APENAS 11! Número que não dá conta do serviço e da enorme responsabilidade que é manter todos os 3 milhões de documentos, incluindo imagens, processos, plantas e outros fundos históricos como o fundo Câmara e o fundo Intendência. Documentos desde o século XVIII até os dias de hoje.

Por conta desse enorme desrespeito do governo com a história da cidade, os 5 servidores que sobraram reivindicam o retorno imediato dos últimos 6 funcionários (que voltaram pra SEDUC e SEFIN), uma reunião urgente com o prefeito para tratar do assunto e abertura de Concurso Público específico para a FAMS.

A HISTÓRIA DA NOSSA CIDADE ESTÁ EM RISCO!
CONCURSO PÚBLICO PRA FAMS JÁ!