IMG_5357R

O dia 4 de dezembro ficará marcado, não apenas para a UME Padre Leonardo Nunes, mas para toda a Educação da cidade. Em alto e bom som, toda a comunidade escolar da unidade mostrou para representantes da Seduc que NÃO ACEITARÃO as mudanças decretadas pelo governo de cima para baixo.

O ato extrapolou a sua própria pauta (contra a redução da carga horária e do número de aulas na Educação de Jovens e Adultos) e virou um marco contra o autoritarismo do governo que não consulta os Conselhos Escolares nas mudanças impostas na área da Educação.

Representantes do governo foram ao ato e tentaram justificar o injustificável. Segundo eles, as mudanças teriam como base uma enquete feita virtualmente com os alunos. Isso mesmo, nenhuma opinião dos professores, funcionários e pais. E o pior: Nenhum aluno presente confirmou a existência da tal enquete.

Outras indagações ficaram sem respostas: Como que a redução de aulas pode significar melhora na qualidade do ensino?!? Como que os alunos do EJA, a maioria já trabalhando e com dificuldades de chegar até mesmo às 19h, conseguiriam estar antes desse horário?!?

A intenção do governo é nítida: Quer economizar às custas da Educação! Mesmo tendo como previsão a manutenção da mesma arrecadação, o governo traçou o Orçamento de 2018 com redução de 30 milhões de reais para a Secretaria de Educação. Mas a UME Padre Leonardo Nunes já deu o recado: Professores, funcionários, alunos e pais NÃO DEIXARÃO REDUZIR A EJA!