Nota de repúdio

No dia 2 de junho a Polícia Militar invadiu a sede do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios de Mato Grosso, agrediu os presentes, prendeu diretores do sindicato e apreendeu documentos internos.

Nesse dia, a direção do sindicato se reuniu para organizar a participação da categoria na Greve Geral do dia 14 de junho contra a Reforma da Previdência, as privatizações e o conjunto dos ataques do governo.

Após a reunião, os trabalhadores estavam em confraternização e foram surpreendidos com a invasão da polícia que usou o falso pretexto de que teria recebido denúncia de som alto, o que não ocorria.

A intenção de atacar um sindicato que está na luta em defesa dos trabalhadores ficou escancarada. O Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do MT é um dos principais sindicatos no estado que está na linha de frente da luta contra as privatizações, que começa pelos Correios, e a Reforma da Previdência.

Não nos calarão

A luta contra as privatizações e a Reforma da Previdência continua e se amplia: além das medidas Legais, nossa principal resposta é o fortalecimento da luta contra os ataques desse governo que quer semear a violência e a morte para os trabalhadores para colher cada vez mais lucros para os empresários.

DIA 14 DE JUNHO É GREVE GERAL CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA!