Pronto Socorro da Zona Noroeste, em Santos, SP, já regista falta de água (Foto: Reprodução / TV Tribuna)

Servidores estão comprando água para abastecer os equipamentos municipais.

Por G1 Santos

Pronto Socorro da Zona Noroeste, em Santos, SP, já regista falta de água (Foto: Reprodução / TV Tribuna)

As unidades da Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, estão sem fornecimento de água, de acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindserv) da cidade. Segundo os servidores, o contrato de fornecimento dos galões de água acabou e o novo contrato ainda não foi homologado.

A tesoureira do Sindicato, Teresa Cristina Borges, informou que o novo contrato deveria valer de dezembro de 2017 a março de 2018. “O contrato anterior venceu e tem um temporário em caráter de emergência em trâmite burocrático. Mas essa empresa temporária não está mais fornecendo os galões. Alguns setores ainda não sentem o problema por terem galões em estoque, mas outros já estão sem água”, explica.

Prédios municipais como o do Banco do Brasil, Paço e Pronto Socorro da Zona Noroeste já registram falta de água, segundo a tesoureira. “Muitas unidades não possuem bebedouros ou filtros e os funcionários estão tendo que comprar água no comércio.”

Teresa conta que, em contato com a Secretaria de Gestão, o sindicato foi informado de que a administração está tentando normalizar a entregar com o fornecedor em dois dias, prazo que termina nesta sexta-feira (12).

Em nota, a Prefeitura informou que o novo contrato licitatório para fornecimento de água será homologado em fevereiro e, desde dezembro, há um contrato emergencial em vigor para abastecimento das unidades.

A administração municipal ressaltou que o fornecimento já foi ajustado com a empresa contratada, e, desde quinta-feira (11), foram entregues 350 galões de água, priorizados locais que não contam com filtro ou bebedouro, como o PS da Zona Leste, PS Central, SAMU, UBS, NAPS, Paço Municipal, Banco do Brasil e Centro Administrativo.

Nesta sexta-feira (12), serão entregues mais 430 galões em equipamentos da Zona Noroeste, Morros (São Bento e Nova Cintra), e do Centro. A Prefeitura ainda afirmou que as entregas serão normalizadas até terça-feira (16).