Jornal A Tribuna, 17/05/2017, Samu

Por MATHEUS MÜLLER (jornal A Tribuna)

Baixe a matéria aqui.

A diretora do Sindicato dos Servidores Públicos de Santos (Sindserv), Aurora Fernandez Rodriguez, ressalta que há servidores suficientes para o Samu, mas que a Prefeitura não deixa trabalhar. “Temos 60 motoristas capacitados e treinados para emergência, mas não estão sendo chamados porque as horas estão limitadas a três plantões. É o mínimo do mínimo”.

Para o sindicato, deixar o Samu com má qualidade é de interesse do governo municipal. “A grande intenção do governo é terceirizar o Samu, então estão esvaziando, sucateando e criando uma situação para justificar a terceirização”.