Foto da votação na assembleia

Com auditório lotada, os servidores reunidos em assembleia resolveram marcar um ato em defesa da CAPEP já na segunda-feira (29/10) no Paço Municipal, a partir das 17h.

A manifestação irá cobrar a dívida do governo com a CAPEP (mais de R$ 7 milhões), pedir a exoneração do atual presidente (o péssimo administrador Eustázio) e entregar a lista dos servidores eleitos por cada secretaria para compor a comissão proposta pelo governo.

Os trabalhadores também elaborarão uma “Carta Aberta à População” denunciando a péssima administração do prefeito e o seu descaso com servidores e seus familiares.

Os servidores também reiteraram mais uma vez que são totalmente contrários a qualquer tipo de terceirização da gestão da CAPEP, conforme vem sugerindo o governo.

TODOS ao ATO em DEFESA da CAPEP!
29/10 (segunda-feira), a partir das 17h
no Paço Municipal (Pça Mauá, Centro)