Meme: Foto do Eustázio com olhar apaixonado pelo Paulo Alexandre Barbosa com os dizeres: "NAMORE COM ALGUÉM QUE... TE OLHE COMO EUSTÁZIO OLHA PARA O PAULO ALEXANDRE. OU MELHOR, ALGUÉM QUE NÃO COBRE R$ 5 MILHÕES DE DÍVIDA".

Além da proibição dos exames derivados de consultas de médicos não credenciados, dos atrasos e cancelamentos das cirurgias eletivas, bariátricas, da fisioterapia domiciliar, entre outros, no dia 30 de agosto saiu a decisão do Tribunal de Contas relativo ao balanço financeiro de 2015 da CAPEP Saúde.

O órgão fiscalizador comprovou o que todo servidor já sabe: EUSTÁZIO É UM PÉSSIMO ADMINISTRADOR, ESTÁ ENFIANDO NOSSA CAPEP NO BURACO E SÓ ESTÁ NO CARGO PARA ENCOBRIR A ENORME DÍVIDA QUE O PAULO ALEXANDRE TEM COM A AUTARQUIA (quase R$ 5 milhões).

A sentença foi proferida pelo auditor Antonio Carlos dos Santos e, além de julgar irregular as contas de 2015, também multou o Eustázio em cerca de R$ 5.140,00.

O Tribunal de Contas elencou mais de dez problemas nas contas auditadas e considerou insuficiente os argumentos de defesa da autarquia.

Entre as “falhas” nas contas apresentadas estavam: Contratos reajustados (mesmo sem previsão), sucessivos aditamentos com prestadores de serviços (superando o limite de 25%), contratação direta de profissional, compras feitas antes da autorização e sem pesquisa de preços, contratos sem licitação e, quando tem licitação, os dados eram “ora omissos, ora equivocados”.

A decisão destaca ainda o enorme saldo negativo daquele ano (2015) de R$ 7,1 milhões, equivalente a 14,23% das receitas no período. Segundo o Tribunal, “tal déficit não encontra respaldo no resultado financeiro acumulado de períodos anteriores”.

O prefeito sabe que Eustázio não tem competência alguma para o cargo, mas o indicou e o mantem na presidência da CAPEP pois o mesmo se coloca como seu fiel escudeiro, não cobrando sua dívida de quase R$ 5 milhões.

#ForaEustázio

MANIFESTAÇÃO em DEFESA da CAPEP!
No Paço Municipal, dia 18/10 (quinta-feira), às 17h