IMG_3104r

Os servidores foram até a Santa Casa hoje (30/08) checar se o atendimento pela CAPEP estava realmente restabelecido. Isso foi necessário porque o governo alardeou que o atendimento estaria normalizado a partir das 11h de ontem, mas servidores que foram ao hospital no período da tarde não conseguiram atendimento pois o mesmo estava bloqueado.

A demanda que era urgente (retorno do atendimento na Santa Casa) foi conquistada. Porém, a exigência da CND (Certidão Negativa de Débito) continua em aberto, só foi prorrogada para dezembro.

Além disso, a vitória nessa reivindicação também tem que ser considerada apenas parcial porque os servidores também exigem o imediato pagamento de toda a dívida do governo (R$ 6,3 milhões) com a CAPEP e a retirada do atual presidente da autarquia, Eustázio.

Essas reivindicações são tão importantes quanto a volta da Santa Casa. O não repasse da parte da Prefeitura (4%) faz a dívida crescer todo mês e está acabando com o bom atendimento da nossa CAPEP Saúde.

Também é importante a saída do Eustázio porque os servidores não confiam nele para este cargo. Eustázio omitiu do Conselho Administrativo que a Prefeitura não está pagando a CAPEP há meses. Foi figura central no bloqueio do atendimento da Santa Casa. E passou por cima da decisão do Conselho Administrativo que exigiu o imediato retorno da Santa Casa.

Por isso tudo, estamos aguardando o retorno do Secretário de Gestão que se comprometeu a marcar duas reuniões: Uma com o prefeito para tratar do ‘Fora Eustázio!’ e outra com o Secretário de Finanças para tratar da dívida.